Dor na canela após a corrida!?


É bastante comum ver pessoas correndo nesta época do ano, estimuladas pela maior exposição de seus corpos e por condições climáticas mais favoráveis.

Mas, boa parte das pessoas reclamam de dor na canela após terem corrido. O problema, conhecido mais comumente como canelite, é bastante comum em quem pratica a atividade, e está relacionado ao impacto repetido decorrente do movimento. 

A origem dessa dor não é óssea. Trata-se de uma inflamação no periósteo (membrana que envolve o osso da perna), causada pelo atrito com a musculatura da região. Entretanto,  existem outras causas para a ocorrência dessa inflamação, como o uso de tênis sem um sistema adequado de amortecimento, sobrecarga nos treinos e mecânica errada do movimento da corrida.

Também pode ser causada por uma inflamação da membrana interóssea. Na perna existem dois ossos: a tíbia "canela" e a fíbula, que fica lateralmente. Entre esses dois ossos estende-se um tecido resistente que é essa membrana interóssea.

Quando se anda, nas etapas em que o tornozelo faz a flexão dorsal (o pé dobra-se em direção da perna), a fíbula faz um ligeiro movimento para cima como se fosse um pistão, tracionando aquela membrana, e é justamente o esforço exagerado dessa região que distende a membrana interóssea e provoca a dor. 

Para prevenir o problema, a escolha de um calçado próprio para a modalidade é fundamental. Dosar bem a intensidade, a frequência e a duração do seu treinamento  também deve ser levado em consideração.

Paralelamente à corrida, é importante que se faça exercícios de musculação para fortalecer as pernas. Músculos mais fortes absorvem melhor o impacto da corrida, deixando membranas e ossos mais protegidos.

Antes de iniciar qualquer rotina de treinamento, o ideal é procurar um profissional que possa orientá-lo.  




Prof. Gil - Academia FW
Saúde em alta performance